Arquivo da tag: rhel

adicionando repositórios Centos no RedHat

Caso sua assinatura do RedHat tenha vencido e você precise atualizar o sistema, ou mesmo instalar um novo programas, você pode utilziar os repositórios do Centos. Também existe o rpmforge, onde você consegue encontrar aqueles programas que geralmente não tem nos repositórios da distro… tsc tsc… como não é debian neh…. rssrss

Para adicionar os repositórios Centos  faça:

Crie um arquivo chamado Centos.repo no diretório /etc/yum.repos.d com o conteúdo:

[CentOS5 base]
name=CentOS-5-Base
mirrorlist=http://mirrorlist.centos.org/?release=5&arch=$basearch&repo=os
gpgcheck=0
enabled=1
gpgkey=http://mirror.centos.org/centos/RPM-GPG-KEY-CentOS-5

[CentOS5 updates]
name=CentOS-5-Updates
mirrorlist=http://mirrorlist.centos.org/?release=5&arch=$basearch&repo=updates
gpgcheck=0
enabled=1
gpgkey=http://mirror.centos.org/centos/RPM-GPG-KEY-CentOS-5

[CentOS5plus]
name=CentOS-5-Plus
mirrorlist=http://mirrorlist.centos.org/?release=5&arch=$basearch&repo=centosplus
gpgcheck=0
enabled=1
gpgkey=http://mirror.centos.org/centos/RPM-GPG-KEY-CentOS-5

Para adicionar os repositórios do rpmForge faça:
crie o arquivo mirrors-rpmforge dentro de /etc/yum.repos.d com o conteúdo:

http://apt.sw.be/redhat/el5/en/$ARCH/dag
http://archive.cs.uu.nl/mirror/dag.wieers/redhat/el5/en/$ARCH/dag
http://ftp2.lcpe.uni-sofia.bg/freshrpms/pub/dag/redhat/el5/en/$ARCH/dag
#http://ftp.heanet.ie/pub/freshrpms/pub/dag/redhat/el5/en/$ARCH/dag
http://ftp-stud.fht-esslingen.de/dag/redhat/el5/en/$ARCH/dag
http://mirror.cpsc.ucalgary.ca/mirror/dag/redhat/el5/en/$ARCH/dag
http://mirrors.ircam.fr/pub/dag/redhat/el5/en/$ARCH/dag
http://rh-mirror.linux.iastate.edu/pub/dag/redhat/el5/en/$ARCH/dag
http://rpmfind.net/linux/dag/redhat/el5/en/$ARCH/dag
http://wftp.tu-chemnitz.de/pub/linux/dag/redhat/el5/en/$ARCH/dag
http://www.mirrorservice.org/sites/apt.sw.be/redhat/el5/en/$ARCH/dag

e crie o arquivo rpmforge.repo assim:

[rpmforge]
name = Red Hat Enterprise $releasever - RPMforge.net - dag
mirrorlist = http://apt.sw.be/redhat/el5/en/mirrors-rpmforge
enabled = 1
protect = 0
gpgkey = file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-rpmforge-dag
gpgcheck = 0

Daí execute:
yum clean all
yum check-update

Anúncios

HowTo – Criando uma máquina virtual RedHat no Debian com xen3.3

Considerações iniciais.
Este howto foi feito com base numa instalação do debian lenny com o xen-3.3.0, porém deverá funcionar com versões anteriores.
Estou partindo do princípio que o xen já esteja instalado e funcionando. Se ainda não o instalou, siga o howto de instalação do xen3.3.0 do xen-br.

Preparando o Disco Virtual LVM

Resumão sobre LVM:
PV – Physical Volume: Basicamente serve para criar o UUID, o UUID é um identificador unico para cada volume fisico, então PVs são volumes físicos.
VG – Volume Group: Um VG é o agrupamento de vários PVs.
LV – Logical Volume: Os LVs podem ser grosseiramente chamados de partições, aqui você formata e monta o sistema de arquivos no Linux, essa e a única camada que realmente acessível para o usuário.

Criando Phisical Volume
Para criar um volume físico não precisa atribuir nenhum nome para ele, apenas apontar qual dispositivo que deverá ser usado.
# pvcreate /dev/sda3

Criando Volume Group
Neste exemplo, o volume group chamará xen-disks
# vgcreate xen-disks /dev/sda3

Criando Logical Volume
O volume lógico chamará storm
# lvcreate –name storm –size 10g xen-disks

Para conferir se o volume lógico foi criado corretamente, execute o comando lvdisplay
# lvdisplay

Instalando NFS
Iremos fazer a instalação da máquina virtual via NFS, para isso devemos instalar os pacotes necessários:
# aptitude install nfs-kernel-server portmap

edite o arquivo /etc/exports
Adicione a linha:
/media/cdrom *(ro)

# /etc/init.d/nfs-kernel-server restart
# exportfs

Para conferir se o compartilhamento está funcionando execute: # showmount -e ip_do_servidor

Preparando a máquina virtual
Neste exemplo a máquina virtual chamará “storm”.
Crie o arquivo de configuração da máquina virtual em /etc/xen/storm.
Precisamos indicar o local dos arquivos vmlinuz e initrd.img, eles são os responsáveis por iniciar o processo de instalação.
Exemplo de arquivo de configuração:

kernel = "/media/cdrom0/images/xen/vmlinuz"
ramdisk = "/media/cdrom0/images/xen/initrd.img"
name = "storm"
memory = "256"
disk = [ 'phy:/dev/xen-disks/storm,xvda,w' ]
vif = [ 'bridge=xenbr0' ]
vcpus = 1
on_reboot = 'destroy'
on_crash = 'destroy'

Criando a máquina virtual:
# xen create -c /etc/xen/storm

A instalação iniciará normalmente em modo texto.
Na tela que perguntar qual o tipo de mídia será usada, escolha “Imagem NFS”.
Na tela de configuração do NFS, digite o ip da máquina e o compartilhamento, conforme abaixo.

Nome do servidor NFS: ip_da_maquina Diretório Red Hat Enterprise Linux Server: /media/cdrom

Após terminar a instalação, a vm será “desligada”. Neste momento edite novamente o arquivo de configuração e remova os parametros:
kernel = “/media/cdrom0/images/xen/vmlinuz”
ramdisk = “/media/cdrom0/images/xen/initrd.img”

Salve o arquivo e inicie novamente a máquina virtual:
# xm create -c storm

Aparecerá o grub do RedHat e a vm será iniciada.